lancamentos13-09

Lançamentos da semana! 11/09 – 17/09

Boa tarde senhores! Tivemos uma semana cheia de lançamentos muito bons e hoje vamos falar um pouco sobre cada um deles!

O primeiro da lista é o tão aguardado The Witness, feito por Jonathan Blow (criador de Braid), o game The Witness é um jogo exploratório em primeira pessoa com uma série de puzzles para incrementar a jornada do jogador. Lançado para XBOX One esta semana, game já saiu para PC e PS4 em Janeiro deste ano.

The Witness - (Divulgação/Thekla, Inc)
The Witness – (Divulgação/Thekla, Inc)

No game, você não sabe quem você é e nem como chegou a esta enorme ilha, tudo o que resta ao jogador é explorar o local em busca de pistas para recuperar a sua memória e talvez encontrar o caminho de volta para casa, se é que existe algo para o que voltar.

O jogo conta com mais de 500 puzzles com mecânicas variadas que prometem fazer o jogador pensar muito, levando-o a tirar conclusões fora da caixa e pensar de forma abstrata. A dificuldade dos puzzles é apresentada de forma gradativa para que o jogador possa ter o prazer de descobrir e entender por si só como as coisas funcionam.

Nesta ilha, o jogador tem liberdade total ao explorá-la, podendo muitas vezes, se deparar com puzzles complexos que o jogador ainda não está preparado para resolver. Além dos visuais bonitos, pode-se notar que houve um trabalho muito cuidadoso da equipe ao criar os cenários do jogo, mostrando que a perspectiva é uma arma importante para apreciar o jogo em sua totalidade.

Um dos puzzles localizados no game (Divulgação/Thekla, Inc)
Um dos puzzles localizados no game (Divulgação/Thekla, Inc)

A jogabilidade é bem simples, o seu personagem não pula, agacha, coleta objetos, faz anotações ou atira. As únicas ações possíveis são andar, correr e interagir com os puzzles usando o cursor do mouse.

Uma coisa interessante sobre o game que pode não agradar a todos, é o fato de que o mesmo não possui trilha sonora (musical), é isso mesmo, ao jogar, os únicos sons que você pode ouvir são os sons dos pássaros, rios, vento, passos e outros sons de ambiente, ajudando na imersão e experiência do jogador.


O segundo item da nossa lista não poderia ser outro senão Recore, o novo game de ação-aventura do XBOX.

recore2
Recore, novo título do XBOX. (Divulgação/Armature Studio)

Se você já jogou Megaman ou Metroid Prime em algum ponto da sua vida, Recore é absolutamente um must-have na sua biblioteca de jogos. O game mistura elementos de plataforma com jogos de tiro, em alguns momentos lembra aquele clássico do PS2, Devil May Cry 3, mas fique tranquilo, foi só lembrança mesmo.

O jogador vive na pele da protagonista Joule, uma voluntária na missão de reconstruir a raça humana no planeta de Éden Distante. Apesar deste tema pós-apocalíptico não ser nada novo, o jogo é muito carismático e desperta uma sensação de nostalgia aos gamers um pouco mais velhos.

Na sua missão, Joule conta com 3 amigos para ajudá-la: Mack, Seth e Duncan, 3 robôs que a acompanham na sua jornada e são muito carismáticos! Estes robôs a ajudam na resolução de puzzles e também fazem parte do sistema de combate que é baseado em cores: caso um de seus companheiros tenha a mesma cor de um inimigo, ele infligirá mais dano contra aquele tipo específico de ameaça.

Joule combatendo inimigos - (Divulgação/Armature Studio)
Joule combatendo inimigos – (Divulgação/Armature Studio)

A exploração de “Recore” lembra muito a do clássico “The Legend of Zelda: Ocarina of Time”. O grande deserto do jogo interconecta todas as fases e é preciso ir e voltar muitas vezes pelo deserto para desbloquear todas elas, processo este que é meio monótono. Nestas fases, os jogadores irão resolver puzzles e passar por plataformas com Joule e seus tênis com foguete.

Recore foi um projeto com orçamento reduzido e tempo curto, o que pode ter impactado para alguns problemas técnicos no jogo como o tempo de loading muito alto entre uma área e outra, porém, isso não tira a magia do game.

Valendo lembrar que este é o primeiro título com selo “Play Anywhere” da Microsoft Studios, e pode ser jogado tanto no XBOX One, quanto no Windows 10, mantendo seu progresso salvo nos dois dispositivos. O jogador que adquirir o jogo pela loja da Microsoft ganha uma cópia extra para um dos dispositivos (XBOX One ou Windows 10) mas que fica atrelada à conta do usuário, ou seja, não existe a possibilidade de enviar esta cópia como presente.


O último item da nossa lista é o esperado Pro Evolution Soccer 2017 (PES2017).

PES 2017 (Divulgação/Konami)
PES 2017 (Divulgação/Konami)

A principal melhora em PES 2017 é na jogabilidade. O aprimoramento do motor gráfico Fox Engine trouxe uma movimentação mais solta e próxima do real, algo que não ocorria nos jogos anteriores, sendo um dos focos de reclamação entre os jogadores.

Houveram melhoras significantes nos movimentos de aceleração, mudanças de trajetórias, dribles e no posicionamento dos jogadores na hora de executar passes, cruzamentos e chutes. O sistema de passe e finalização está ainda mais preciso, o que torna muito mais difícil e realista a execução dos passes e chutes, o controle da intensidade ao apertar o botão se faz muito mais necessário.

As mudanças na inteligência artificial do game trouxeram mais fidelidade na questão de posicionamento dos jogadores, que respeitam a tática programada por você no menu, assim como tornaram os jogadores do time adversário mais espertos, se adaptando às jogadas mais utilizadas por você e mudando a formação tática para responder à altura, ou seja, nada de fazer 15 gols pela lateral e sair impune.

Um dos pontos fracos do game é a falta de clubes licenciados, o problema é que seu rival, Fifa 17, é detentor da licença da maioria das ligas europeias, o que leva o jogo a colocar nomes genéricos em grandes times. Mas como nem tudo está perdido, a Konami conseguiu uma parceria com o Barcelona, tornando o seu estádio exclusivo para o game.


Estes foram os principais lançamentos desta semana! Fiquem ligados para mais notícias como esta no nosso blog.

Deixe uma resposta