lancamentos16

Lançamentos da Semana! 16/10 – 22/10

Boa noite senhoras e senhores! Acho que a essa altura eu não preciso mais explicar que sexta-feira não é mais só dia de maldade, mas também de lançamentos, certo? Então bora começar!

Battlefield 1

Imagem do lançamento Battlefield 1, com o personagem segurando uma metralhadora em primeira pessoa
As armas da época são um dos destaques (Divulgação/EA Games)

Depois de alguns escorregões em seus últimos títulos, que tentaram manter o padrão de representar combates modernos em ambientes urbanos, a EA Dice resolveu que era hora de uma mudança de ares para a série. E essa foi uma decisão muito bem-vinda!

Ao invés de apostar no futuro, como o rival Call of Duty, Battlefield 1 (até como o próprio nome parece indicar) viajar ao passado, e aposta em um período nem tão representado em games do gênero, a Primeira Guerra Mundial. A campanha também está com uma cara diferente. Chamada de War Stories, ela deixa de seguir apenas um soldado do início ao fim, apresentando ao jogador 5 histórias diferentes, que podem ser jogadas em qualquer ordem. Cada uma acompanha um conflito de alguma parte diferente da guerra, criando uma boa variação de jogabilidade, com diversos veículos e trechos onde você pode jogar mais furtivamente, à la Metal Gear.

O multiplayer vai trazer aquela sensação de volta as origens! São 5 modos já conhecidos, não se engane pelo nome do Pombos de Guerra, ele é basicamente um “Roube a Bandeira”, com Operações na linha de frente. Os mapas são realmente amplos, e prepare-se para batalhas brutais que podem levar até uma hora para acabar.

Personagem do lançamento Battlefield 1 montado em um cavalo com uma espada na mão, perseguindo outro cavaleiro.
Tanques e aviões são sempre legais, mas cavalgar no campo de batalha é melhor ainda (Divulgação / EA Games)

A ambientação acerta em cheio, as armas antigas estão incríveis, e andar a cavalo é bastante satisfatório. E a sensação de imersão é ampliada graças aos gráficos, mas graças também ao áudio do game, o som de tiros passando por você, balas ricocheteando e soldados gritando no campo de batalha fazem um ótimo trabalho te colocando no meio da guerra.


Civilization 6

Imagem do lançamento Civilization 6, mostrando um mapa de um campo, com uma grande pirâmide à direita.
Os tiles agora terão muito mais importância na sua estratégia de jogo (Divulgação / 2K Games)

E agora saímos dos violentos campos de batalha da Primeira Guerra, mas cairemos em um terreno onde até Gandhi pode mostrar tendências violentas, na mais nova edição de Civilization. Logo de cara, é visível o salto no visual. Não necessariamente pela qualidade, mas pelo estilo gráfico, que está mais cartunesco, muito diferente do realismo que Civ 5 tentava alcançar.

As principais novidades desta sequência giram em torno do mapa, tanto visualmente, já que agora suas cidades crescem de uma forma diferente, tomando novos hexes do “tabuleiro”, quanto também estrategicamente. Agora, a maneira como você constrói suas estruturas vai demandar mais estratégica, e principalmente planejamento. Um tile de floresta que você derrubar para construir algum tipo de indústria no início da civilização, pode significar o fim de um parque com algum tipo de bônus extremamente importante para as fases mais avançadas do jogo. Ou construindo em cima de uma fonte de recursos que você só iria utilizar no futuro.

Nas batalhas, agora existe a interessante opção de juntar unidades iguais em um mesmo tile, criando assim uma unidade ainda mais forte. Conforme seu poderio militar avança, você consegue unir até 3 unidades de um tipo, criando um “exército” com muito mais capacidade de luta.

Imagem de Ghandi, um dos líderes do lançamento Civilization 6. Homem moreno, de óculos, careca e segurando um cajado.
O olhar calmo e sereno de quem desenvolveu armas nucleares antes de todos os outros. (Divulgação / 2K Games)

Eu mesmo sou um jogador relativamente novo na série, tendo começado logo no Civ 5. Com isso, dá pra dizer que os veteranos ainda vão se sentir em casa, com novidades bem-vindas, que justificam o lançamento de um novo game. Porém, a curva de aprendizado para os novatos é meio íngreme, e as chances são que, se você nunca jogou um Civilization na vida, pode ter que encarar alguns erros no caminho até se acostumar com todas as mecânicas.

Deixe uma resposta