Uma soldado de Metal Gear Survive segurando um arco e flecha

Metal Gear Survive ganha data de lançamento

Lembra de Metal Gear Survive? É, aposto que você não queria, mas lembra. O jogo foi anunciado em 2016, algum tempo depois de toda aquela confusão com a saída de Hideo Kojima da Konami. E é claro que os fãs da série não ficaram nada felizes. Afinal, ele pareceu mais uma última tentativa desesperada de espremer a franquia por dinheiro.

Mas é claro que a Konami não se importa com nada disso. E depois de um longo silêncio e alguns atrasos, a empresa revelou a data de lançamento de Metal Gear Survive: 20 de fevereiro de 2018, para PS4 e Xbox One.

Além disso também temos detalhes sobre os brindes da pré-venda, porque a publisher realmente acredita que as pessoas estão ansiosas pelo game. Porém os itens são apenas cosméticos, como gestos, maquiagens faciais e a tradicional caixa da série. Na imagem abaixo você confere todos os brindes que serão dados.

Os bônus de pré-venda de Metal Gear Survive, 4 armas douradas, dois novos gestos, 4 cores de cachecol, pintura facial e uma caixa.

 

Metal Gear Survive acontece entre os eventos de Ground Zeroes e Phantom Pain. Durante o ataque à base do Big Boss, diversos soldados são sugados por uma espécie de portal, e acabam em uma outra dimensão, devendo lutar contra criaturas que parecem zumbis, mas com cristais na cabeça. Ao que parece, será bem semelhante à proposta do Fortnite, com até quatro jogadores sobrevivendo cooperativamente.

Opinião

Eu preciso dizer que de início, estava à bordo com a grande maioria do público. Porém, lendo alguns comentários, passei a concordar com o fato que Phantom Pain tem uma jogabilidade incrível, e esta é a melhor característica do jogo. Então, se eu tenho a oportunidade de passar mais tempo em um sandbox como esse, o game pode acabar sendo bem divertido. Claro que isso não muda o fato de tudo de errado que a Konami fez com Hideo Kojima, e nem meu receio de como a empresa deve tratar os desenvolvedores deste novo game, já que existe um certo histórico tenebroso no relacionamento entre companhias japonesas e seus funcionários. Mas eu vou admitir, que em algum momento darei sim uma chance ao Survive. Só espero mesmo que ninguém tente mexer mais na história da franquia, pelo bem de nossa sanidade.

Deixe uma resposta