MinC e Abragames anunciam curso gratuito de jogos no Brasil

MinC e Abragames lançam curso EAD gratuito de games

Tem vontade de estudar desenvolvimento de games mas não sabe por onde começar? O Ministério da Cultura (MinC) e a Abragames acabaram de lançar um curso online voltado ao mercado de jogos nacionais! Ele é realizado em parceria com a Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS). Chamado “O setor de games no Brasil: panorama, carreiras e oportunidades” o curso é totalmente gratuito.

A ideia do MinC é que o curso pode ser feito tanto por iniciantes quanto por quem já está no mercado de games. Este primeiro módulo terá como foco uma análise inicial dos games, sua importância na economia criativa, nas estruturas das desenvolvedoras independentes e na articulação de comunidades de games que permitam um crescimento conjunto do setor. Com cinco aulas, o primeiro curso foca também nas experiências dos profissionais que construíram uma carreira no setor de jogos no Brasil. A ideia é mostrar quais são as possíveis áreas de atuação dentro do mercado de games entre as quais estão roteirista, programador e designer.

 

O conteúdo foi criado a partir dos debates e palestras do BIG Festival 2017. São 5 módulos, com 30 horas ao todo, que abordam diversos aspectos do desenvolvimento de jogos no Brasil. Para inscrever-se, basta realizar o cadastro através da plataforma Lúmina, da UFRGS. Ao final os participantes receberão um certificado de conclusão. Também será realizada uma solenidade durante a BIG 2018. Nela os dez primeiros a completarem os três cursos receberão pessoalmente os seus certificados. O Brazilian Independent Games Festival 2018 acontece entre os dias 27 e 29 de junho em São Paulo.

Além deste curso, outros dois devem ser lançados ainda em fevereiro:

O segundo será o “Dicas e desafios para empreendedores”. Ele será focado em métodos de monetização de games, relações com publishers e desenvolvedores e desafios enfrentados por empreendedores.

Já o terceiro se chama “Internacionalização no setor de games”. Ele será voltado para as oportunidades e métodos de levar os projetos para fora do país.

Deixe uma resposta