Imagem de Pago, com o personagem cuidando de seu cavalo abaixo de uma árvore

PAGO é game nacional inspirado nas histórias gaúchas

Se você acha que o folclore brasileiro é pouco explorado nos games, fique ligado em PAGO, do estúdio Epopeia. O jogo é baseado na cultura gaúcha, e principalmente nas obras do autor Simões Lopes Neto, que abordava figuras fantásticas em suas obras como a Boitatá (Ou M’boitata).

O jogador controlará um viajante retornando para o lugar onde mora, mas essa não será uma viagem fácil. Apesar das criaturas fantásticas, o gameplay deverá ter um foco maior na exploração. Você pode conferir os primeiros detalhes dessa jornada no teaser abaixo:

 

Segundo os desenvolvedores, PAGO carrega influências de outros games como Guacamelee, que é baseado na cultura Mexicana, e Never Alone, baseado nas histórias dos esquimós.

Reforço

Recentemente, o estúdio ainda recebeu uma ajuda de peso, o de Christopher Kastensmidt, autor norte-americano radicado em Porto Alegre. Cristopher escreveu a série “A Bandeira do Elefante e da Arara“, que também utiliza os elementos fantásticos do folclore nacional, e até mesmo já foi diretor criativo da Ubisoft.

É interessante ver iniciativas deste tipo, que mostram como o nosso folclore também pode ser valorizado e revitalizado. Gostamos muito de criticar as histórias nacionais, em comparação com o folclore de outros países, mas é muito difícil ver pessoas empenhadas em abordar essas histórias de formas interessantes!

Por enquanto, PAGO está em desenvolvimento para PCs, e tem o lançamento previsto para o final de 2017. Apesar das intenções da Epopeia de criar versões para PS4 e Xbox One, não há data definida para isso.

Deixe uma resposta