se-matsuda-tease_03-17-15

Square Enix: Rumo ao mercado Mobile

Ontem, a Square Enix liberou o seu relatório anual de 2016 para os seus investidores, que foca em três iniciativas chave para seguir. Uma delas é o lançamento de games premium para dispositivos móveis.

A empresa vem lançando games premium para smartphones já a alguns anos; indo lá atrás, em 2006, a empresa se pronunciou à respeito do crescimento percebido na indústria de jogos para dispositivos móveis e mostrou interesse em perseguir neste caminho. Nos últimos anos, a empresa lançou games como Lara Croft Go, Deus Ex Go, Mobius Final Fantasy, Hitman Go, assim como fez a portabilidade de jogos que já existiam como Adventures of Mana e Final Fantasy IX e XIII. Na verdade, os investimentos na plataforma mobile foram citados como uma das causas para um pico nos lucros mostrado nos últimos relatórios.

Se você estava esperando que a Square Enix estivesse apenas experimentando e mantendo-se em negócio com estes jogos, você vai ficar desapontado com o que o presidente Yosuke Matsuda disse aos seus investidores.

“Atualmente, o mercado global de jogos para dispositivos smart tem sido dominado por games F2P (Free to Play) e o mercado de games premium, no qual o consumidor tem que pagar para obter o conteúdo é praticamente inexistente, porém, nosso grupo tem oferecido games premium para dispositivos móveis já faz um tempo, incluindo novos títulos. Quanto vistos pelo grupo, estas ofertas representam um considerável volume de ganhos.”

Você pode conferir o relatório anual em PDF > AQUI!

Ele reiterou os benefícios de jogos Free-to-Play, que conseguem números grandes de usuários oferecendo os jogos para download grátis para começar. Mas deixou claro que estes jogos não são baratos de desenvolver, nem são uma garantia de sucesso.

” Os custos iniciais de desenvolvimento tanto para jogos F2P, quanto para os jogos premium são basicamente os mesmos ou até mesmo maiores do que novos jogos dedicados para consoles portáteis. Em outras palavras, o nível de investimento requerido não pode ser considerado de baixo risco. Os riscos envolvidos em jogos F2P são até maiores do que os para jogos premium por conta da necessidade dos gastos em manutenções e esforço de desenvolvimento contínuos.

Matsuda reconhece que jogos premium também precisam desta manutenção, mas mais uma vez enfatiza que a plataforma mais apropriada a estes tipos de jogos são dispositivos smart, pois segundo ele, os consoles tem o grande problema da retrocompatibilidade.

Matsuda afirma o que já está claro a alguns anos: Jogos mobile estão ganhando muito espaço, como resultado disso, faz muito sentido que a Square Enix passe a explorar essa fatia do mercado desenvolvendo jogos mobile em adição aos jogos que já desenvolvem para consoles de mão.

Square Enix - Hitman Go
Hitman Go (Divulgação/Square Enix)

“Continuando a comparação com consoles de mão dedicados, continuamos notando que muitos avanços foram feitos nas especificações e operabilidade dos dispositivos smart, e essa evolução muito provavelmente não terá freio, mais do que a evolução em si, os dispositivos smart possuem uma base de usuários global muito maior do que de consoles dedicados. Esta geração já vê os dispositivos smart como plataformas de jogo ‘all-in-one’.”

“Por estas razões, faz sentido com que desenvolvedores de jogos, como nós, possamos desenvolver jogos que tradicionalmente desenvolvemos para consoles dedicados, não só para eles, mas também para estes dispositivos móveis de diversos propósitos.”

Matsuda especifica que RPGs baseados em turnos e simulação são boas pedidas para estes dispositivos, e que estes são gêneros que a Square Enix tem excelência em desenvolver já faz um bom tempo.

“Lançando novos RPG’s não somente para consoles de mão dedicados, mas também para os dispositivos smart, nós esperamos desenvolver o mercado de games premium como um pilar do nosso negócio juntamente com os jogos F2P. Assim sendo, nós acreditamos que podemos enriquecer o mercado de jogos mobile num espectro maior para que possamos atender à variedade das necessidades de nossos clientes.”

Duas outras áreas que a Square Enix está “muito interessada” segundo Matsuda são: Realidade Virtual e Realidade Aumentada.

Será que esta mudança no foco da desenvolvedora resultará em bons frutos para nós gamers? Só o tempo dirá.

Deixe uma resposta